Felizmente, 90% das crianças com lacrimejamento devido a obstrução do canal lacrimal apresentam cura espontânea nos primeiros meses de vida, não necessitando de tratamento específico. A secreção em excesso deve ser removida e uma massagem. Recomenda-se o início das massagens no canto nasal do olho comprometido (onde está o saco lacrimal) o mais precoce possível. As massagens devem ser realizadas como se estivesse comprimindo, com a polpa digital do indicador, um tubo de pasta de dente com a abertura para baixo. Bastam duas compressões por vez pela manhã e à noite. Essas massagens aumentam a chance de cura sem a necessidade de intervenção cirúrgica. Normalmente não há necessidade de colírios antibióticos, uma vez que não existe quadro infeccioso como na conjuntivite bacteriana. Em alguns casos, pode haver o desenvolvimento de conjuntivite e apenas nestes casos estará indicado o uso de colírios antibióticos. O uso de colírios com cortisona/corticóide é formalmente contraindicado e pode provocar o aparecimento de glaucoma secundário e/ou catarata.

11.110.2015