A miopia é um defeito de visão que faz com que a visão de longe fique embaçada, mas a de perto, clara. Nesse problema, o foco da imagem de um objeto distante é formado na frente da retina, por isso, a visão à distância fica comprometida. Entretanto, como a visão de perto é extremamente clara, os míopes podem ler tranquilamente sem óculos. A miopia é principalmente genética, ou seja, é mais provável ser míope se houver alguém com o mesmo problema na família. Para uma criança cujo pai é míope a probabilidade de desenvolver miopia é de pouco mais de 30%, mas esse número vai para 50% se ambos os pais são míopes.

Como tratar
O princípio básico para a correção da miopia é redirecionar a imagem de objetos distantes na retina, alterando o caminho da luz. Para isso existem várias possibilidades:
– Uso de óculos cujas lentes são côncavas divergentes. A lente do óculos é mais grosso na extremidade e fino no centro. A desvantagem é que o vidro é espesso, pesado e os óculos nem sempre são confortáveis.
– O uso de lentes de contato, oferece um campo de visão mais claro do que os óculos. Esse tipo de tratamento também melhora a visão noturna, pois aumenta a iluminação da retina.
– Cirurgia refrativa de correção, que usa tanto as técnicas de laser ou cirúrgico para mudar a refração. A cirurgia de córnea é mais utilizada e recomendada para baixa miopia, que já está estabilizada. Usando um laser, o poder de refração da córnea é reduzido por foto-ablação. A cirurgia refrativa é reservada para miopia elevada, e é retirada uma lente clara para, em seguida, ser feito o implante de lente na frente de uma lente divergente.

26.08.2015