Como tratar os problemas de visão mais comuns

 

Como tratar os problemas de visão mais comuns

Os problemas de visão podem surgir logo após o nascimento ou ir se desenvolvendo ao longo da vida, devido a traumas, lesões, doenças crônicas, ou, simplesmente, devido ao envelhecimento natural do organismo.
No entanto, a maioria dos problemas de visão podem ser corrigidos com o uso de óculos, lentes de contato ou cirurgia para melhorar a capacidade de enxergar do paciente, especialmente quando um oftalmologista faz o diagnóstico e inicia rapidamente o tratamento adequado. Problema é detectado logo no início.

1. Miopia


A miopia é caracterizada pela dificuldade em enxergar objetos de longe, causando o surgimento de outros sintomas como dor de cabeça ou de olhos frequente e cansaço excessivo após ler, por exemplo.
Como tratar: O tratamento para miopia é iniciado com o uso de óculos ou lentes de contato que ajudam a focar a imagem observada. No entanto, outra opção é a cirurgia a laser que pode ser feita após os 21 anos quando o grau de miopia parar de aumentar.

2. Hipermetropia


A hipermetropia consiste na dificuldade em enxergar objetos de perto e, geralmente, surge desde o nascimento, podendo provocar cansaço nos olhos, dores de cabeça e dificuldade para concentração, especialmente na escola.
Como tratar: A hipermetropia pode ser tratada com o uso de óculos ou lentes de contato que ajudam a enxergar corretamente objetos de perto. Porém, o paciente também pode recorrer à cirurgia após os 21 anos para modificar corrigir definitivamente a córnea.

3. Astigmatismo


O astigmatismo é um problema de visão que afeta quase todas as pessoas e que faz com que se enxergue os limites dos objetos embaçados, podendo ser facilmente identificado quando se confunde letras semelhantes como H, M e N, por exemplo. Além disso, também é comum que, com o astigmatismo, não se consiga enxergar corretamente linhas retas.
Como tratar: O tratamento para astigmatismo é feito com o uso de óculos ou lentes de contato que, frequentemente, devem ser adaptados para dois problemas, uma vez que é comum que este problema também surja em pacientes com miopia ou hipermetropia.

4. Presbiopia


A presbiopia é o problema de visão mais comum após os 40 anos de idade devido ao envelhecimento natural do olho que causa dificuldade para focar objetos que estão perto, provocando a tendência para segurar o jornal ou livros mais longe para conseguir ler, por exemplo.
Como tratar: A presbiopia pode ser corrigida através da utilização de óculos de leitura que ajudam a corrigir a imagem quando é necessário observar uma imagem de perto ou focar o texto de um livro.

5. Estrabismo


O estrabismo é a falta de alinhamento entre os dois olhos que acontece, principalmente, após os 5 anos de idade devido ao movimento descoordenado dos músculos de cada olho, provocando o surgimento de visão dupla, dor de cabeça e o desvio dos olhos.
Como tratar: O tratamento do estrabismo, geralmente, é iniciado com o uso de óculos ou lentes de correção, no entanto, em alguns casos pode ser necessário utilizar toxina botulínica ou cirurgia para corrigir a força dos músculos de cada olho.

6. Glaucoma


O glaucoma é um problema de visão causado pelo aumento de pressão dentro do olho que provoca dor intensa nos olhos, visão embaçada e vermelhidão. Os sintomas podem surgir de um momento para o outro ou surgir ao longo do tempo, dependendo do tipo de glaucoma.
Como tratar: O tratamento depende do tipo de glaucoma e, por isso, cada caso deve ser orientado por um oftalmologista. No entanto, na maior parte dos casos o tratamento é feito com o uso de colírios e remédios orais para controlar a pressão dentro do olho.

7. Catarata


A catarata faz parte do envelhecimento natural dos olhos e, por isso, é mais comum em idosos, causando sinais e sintomas como surgimento de uma película branca no olho, diminuição da visão e aumento de sensibilidade à luz, por exemplo.
Como tratar: A catarata, geralmente, é tratada com cirurgia para remover o cristalino do olho e substituí-lo por uma lente artificial.

Em qualquer problema de visão é recomendado que o paciente consulte o oftalmologista regularmente, pelo menos, uma vez por ano para avaliar a evolução da presbiopia e para adequar o tipo de tratamento, caso seja necessário.

Fonte: Tua Saúde

17.05.2017